Muito além das agulhas

0

A especialidade ganha cada vez mais adeptos, e não é por menos: quem não gostaria de se cuidar sem usar medicamentos? Conheça mais sobre esta técnica.

Acupuntura-2

Tratamento com agulhas: são colocadas em diversos pontos de energia da pele, ocasionando uma sinergia da pele.

A acupuntura é um conjunto de práticas terapêuticas inspirado nas tradições médicas orientais. Criada há mais de dois milênios, sendo um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo, consiste na estimulação de locais anatômicos sobre ou na pele – os chamados pontos de acupuntura que podem aliviar dores, tratar e prevenir doenças através da liberação de substâncias químicas que alteram o sistema nervoso e podem ter efeitos em todo o corpo, promovendo o equilíbrio do organismo. Sendo assim, está muito associada a transtornos orgânicos resultantes de tensões emocionais. Porém, não são utilizadas apenas as agulhas em aço inox para tratamento, são utilizadas conjuntamente a moxa (bastão de erva aquecido), ventosas, massagens, laser, sangrias, sementes, gua-sha (pedras e ossos polidos), eletroacupuntura, auriculoterapia (pontos na orelha), entre outros.

Atualmente, já consagrada e com embasamento sólido por pesquisas científicas realizadas em todo o mundo, a acupuntura cresce e se expande cada dia happy wheels mais, verificando com isso o aumento da demanda e procura da técnica por pacientes e profissionais da saúde por reduzir dores, curar doenças, dispensar o uso de medicamentos e não apresentar efeitos colaterais.

No Brasil, a prática foi introduzida há mais de 40 anos. Em 1995, foi reconhecida como especialidade médica, e em 2006, o Ministério da Saúde incluiu a técnica entre as Políticas de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PNPIC-SUS). É uma atividade e especialidade multiprofissional, onde pode ser exercida legalmente pelos seguintes profissionais: médicos, fisioterapeutas, psicólogos, biólogos, terapeutas ocupacionais, farmacêuticos, biomédicos, enfermeiros, fonoaudiólogos, odontólogos (habilitados), educadores físicos (técnicos).

Acupuntura atua em todas as doenças físicas e emocionais, e atualmente verificou sua eficácia em um conjunto de doenças bem maior do que se imaginava. Exemplos: AVC (Acidente Vascular Cerebral), hipertensão arterial, rinite, obesidade, atrofia muscular, paralisia facial, área esportiva, tratamentos de beleza e problemas emocionais, como depressão, estresse e ansiedade.

Essa prática vem se expandido a passos largos, e se espera que a procura só aumente, pois, as pessoas estão encontrando através da acupuntura, alívio, cura e melhora da qualidade de vida. Que os municípios acelerem o que já é determinado pelo Ministério da Saúde em ter essa prática disponível a toda população em postos de saúde e hospitais públicos, gratuitamente.

 

Texto Dra. Thaís Meireles e Fotos Roberta Dantas

Compartilhar:

Deixe uma resposta