Lugar de mulher é…onde ela quiser. Inclusive nos tatames.

0

Especial Mês da Mulher – Texto Roberta Dantas

IMG_9294

A preferência se explica. A luta de origem tailandesa é uma ótima opção para manter a forma e fortalece, principalmente, os braços, ombros e costas, além de permitir queimar até mil calorias em uma aula com duração entre uma hora e uma hora e meia. De fora, pode parecer uma atividade truculenta e muitos dizem “mas isso não é coisa de mulher”, mas os benefícios são tão extensos que quem começa se apaixona e não quer mais parar.

“Um exercício aeróbico qualquer, como esteira, por exemplo, poderia dar o mesmo gasto de calorias, dependendo do tempo que você fizer. A grande diferença é que a monotonia desses equipamentos não existe quando você pratica uma luta. A mulher extravasa muito mais as energias”, explica o professor Thiago Castilho.

Nossas garotas da capa, Bárbara, Sofia e Simone são praticantes assíduas e para as três, bastou uma aula experimental para se entregarem de corpo e alma ao Muay Thai. Entre idas e vindas, Bárbara Aguiar (28) conta que já tem 8 anos desde que começou a lutar pela primeira vez e viu nele um grande aliado na diminuição da gordura corporal. “Além deste grande benefício, que já significa muita para as mulheres, consegui melhorar o sono, controlar a irritabilidade típica da TPM, fora a autoestima, que vai às alturas”, revela satisfeita em estar de volta aos treinos.

Já Sofia Câmara (31), o Muay Thai foi a primeira atividade que realmente a prendeu e deu forças para sair do sedentarismo de vez. A luta abriu portas para a prática da musculação e do crossfit. Uma reviravolta para sua saúde e rotina! “Quando comecei a praticar o Thai, era bancária, e a luta aliviava o estresse típico do trabalho. Sem contar que passei e me permitir comer aquilo que gostava sem culpa, por conta do alto gasto calórico das aulas”, explica Sofia e acrescenta que o maior desafio no Muay Thay é a auto superação, uma vez que se deu conta de que seu corpo pode ir além, mesmo quando sua mente está dizendo que não. E fez disso seu lema de vida: sempre se superar.

Para Simone Roriz (45) o Muay Thai representa um estilo de vida. Nossa garota da capa pratica a luta há seis anos consecutivos e já conquistou o prajied azul escuro (o prajied é a graduação do atleta, corresponde às faixas do judô, por exemplo). “Segundo o professor Thiago Castilho, em quatro anos devo alcançar o prajied preto – o último da graduação. O Thai é o que eu queria para minha vida. Nele melhorei minha flexibilidade, agilidade, coordenação motora, raciocínio, força e queima total da gordura localizada”. Quer mais? Ela completa dizendo que ainda descobriu uma grande força e coragem para enfrentar problemas na vida.

Opção para NESTA EDIÇÂO

 

IMG_9330

Professor Thiago Castilho, da Equipe Strike Muay Thai, com suas alunas.

 Palavras do professor

Thiago Castilho, professor graduado da equipe Strike Muay Thay, comanda a academia CFHouse, em Luziânia-GO. O professor conta que os benefícios do Muay Thai são inquestionáveis para a saúde e bem estar físico. Um treino intenso pode chegar a queimar até 1.000 calorias e também auxilia a tornear o corpo. “A modalidade favorece intensamente o desenvolvimento das musculaturas dos braços e das pernas, mas também recruta muito abdômen”, informa.

Amante das mais variadas lutas, Thiago revela que desde os sete anos de idade já praticava karatê. Seguiu pelo jiu-jitsu, até chegar ao Muay Thai e se apaixonar. Quando um aluno iniciante entra para a modalidade com o objetivo de emagrecer, o professor usa a seguinte frase: “Bota na sua cabeça que você treina porque você gosta, e não unicamente para emagrecer. Quando você fizer com este intuito, o emagrecimento virá imediatamente, sem esforço e de uma forma prazerosa”.

IMG_9317

 

Unidas do suco verde.

Antes do carnaval, Sofia Câmara criou um grupo no whassapp, que atualmente já reúne mais de quarenta mulheres. Neste grupo, elas compartilham alimentos funcionais, planejam aulões em conjunto, se divertem e se apoiam principalmente nos momentos de “jaca”. Algumas delas já estão para completar um mês de aulas de Muay Thai e uma coisa é unânime: estão todas apaixonadas e viciadas pela modalidade.

IMG_0437

 

Agradecimentos especiais pelas fotografias:

Mayara Britto – @mayarafoto – www.mayarabritto.com.br – Fotos da capa e miolo

Henrique Andrade – @praquempedala – www.praquempedala.com – Foto “Unidas do suco verde”

Compartilhar:

Deixe uma resposta